Quinta-feira, 27 de Maio de 2010

O verdadeiro efeito "Axe"

Os homens podem tirar-nos do sério inúmeras vezes, mas têm realmente um efeito calmante sobre as mulheres!

 

Não acreditam? Vejamos as evidências:

 

- A minha vizinha de baixo grita menos quando o marido está em casa;

- A gata de um casal amigo deixou de miar noites a fio assim que lhe arranjaram um "gato-de-companhia";

- Eu, fico menos "acabronzada" quando o Ken está por perto.

 

E agora venham lá dizer que não precisamos deles...pfff

 

iStockphoto

Sinto-me:
redigido por Marafadinha às 15:03
link do post | opinar | opiniões dos marafados (10) | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Maio de 2010

Eu juro que só queria falar da minha bexiga

As saudades que eu já tenho do tempo em que fazia uma viagem de carro sem ter de parar em cada estação de serviço...

Há lá coisa que me irrite mais do que ter de andar sempre a verter águas??! Bem, por acaso até há mas não é para aqui chamado.

Se eu já era michona, nestes último mês essa vertente ficou ainda mais acentuada. Aliás, desconfio que um dia destes a produção vai ser tão intensa que me sai pelos ouvidos ou qualquer coisa do género.

No trabalho, em casa, a coisa ainda passa mais ou menos camuflada, mas fora isso... já é tortura. Aposto que quando o Ken me disse "Vê, lá. Quando tivermos que parar avisa!", nunca imaginou que ia parar a cada duas estações (mais coisa menos coisa) até chegarmos ao desejado destino.

 

Desconfio que nos próximos tempos vou saber recitar sem cábulas, as belas peças literárias que podemos encontrar nas portas dos WC´s deste país. É deveras impressionante o quanto se fazem declarações/ ameaças/ poemas/ promessas/ bonecagens... nas casas de banho públicas. Eu não sei em relação aos outros, mas eu quando lá chego estou tão, mas tão, aflitinha e fico tão, mas tão, aliviadinha que a última coisa que me passa pelo cérebro é dizer o quanto odeio a patarreca da vizinha ou o quanto gosto do Zeca lá de casa. E que dizer das assinaturas com a data por baixo?! Pois... acho que a minha cabeça também não se ia lembrar disso, tal é o meu gosto por visitas a sanitas que não me pertençam, mas seria algo do género:

MaRaFaDiNhA -02/05/2010 - quase que o xixi me saía pelos olhos, mas agora que estou de bexiga vazia, quero deixa a minha marca... já que convém puxar o autoclismo.


É, de facto parecemos os animais a marcar território. Só não se percebe com que objectivo, pois os homens dificilmente lerão as belas declarações e as mulheres pouca importância darão aos elogios das suas camaradas.

 

Enfim, coisas da vida. E agora pensando bem, onde é que eu já vou com a conversa? Era suposto ser um post solidário com as mulheres que

sofrem da bexiga... Oh God!

 

Vou mas é comprar um destes para mim e tratar de estar caladinha. Problema resolvido.

babygadget.net

Sinto-me: vai mais um copinho de água?
redigido por Marafadinha às 14:33
link do post | opinar | opiniões dos marafados (9) | favorito
|
Segunda-feira, 12 de Abril de 2010

Su su su Surprise!!

Está visto que de há uns tempos para cá, tudo o que seja férias ou datas especiais dá mau resultado nos dias seguintes.  Assim, fui obrigada a quase uma semana de jejum para restabelecer o meu organismo.

Aliás, recentemente o meu corpo adquiriu vontade própria e já não tenho controlo sobre nada. O que leva ao post que publiquei a algum tempo, em que me revelei surprise(d). Pois é meus amigos, chegou a hora da revelação.  

A MaRaFaDiNhA está "de esperanças". Ah AH AH AH Ah. Sempre achei um piadão a este termo para designar as grávidas mas agora começo a entendê-lo melhor. São as esperanças de não crescer muito para os lados, de não ter acessos de gula ou de choro descontrolados, de chegar ao fim do dia e ter os adorados pés no seu estado normal... and so on.

Claro que na altura daquele post eu já sabia da boa nova, mas a minha surpresa foi a tomada de consciência de uma série de factores que se prendem com a nova realidade. É impressionante como uma coisa tão minúscula já começa a comandar o nosso corpo e as nossas vidas. Acabou a boa vida. E como acaba cedo... Lá se foi o álcool, o marisco, o sushi, a ingestão de doces despreocupada... e assim, para além de desconfiar que sou a prima favorita do João Pestana, as belas férias paradisíacas que estavam a ser combinadas com tanto amor e carinho têm de ser adiadas (sabemos lá nós para quando). E é aqui que eu me descontrolo, com a vossa licença: BUáááááááááááááááá!!!!!!!!

Mas antes que me julguem erradamente, como é óbvio a felicidade impera (ainda que eu implore para que o rebento adquira o feitio do seu progenitor e não o de uma Marafada desvairada). Aguardamos as cenas dos próximos episódios ;)

 

photobucket image

Sinto-me: assim a modos que inchada
redigido por Marafadinha às 08:28
link do post | opinar | opiniões dos marafados (32) | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Março de 2010

Hino aos rabos

Sim, vou falar de rabos. Tal deve-se a um rasgo de luminosidade que me passou pela zona frontal do cérebro e, quando assim é, não há nada a fazer.

As meninas que me perdoem mas, já que nenhum homem se chega à frente (que eu tenha conhecimento), está na altura de uma mulher tratar do assunto.

É certo que nós mulheres temos mil e uma taras e manias (o Marco Paulo é que percebe disto e o resto é treta), mas há já algum tempo que constato uma em particular.

Desde  conservas com amigas, colegas de trabalho e observação do mulherio do ginásio, é fácil perceber que existe um preconceito com os rabiosques por parte daquelas que têm uma traseira mais... generosa. Vai daí, toca a esconder o dito cujo com roupa até meio da coxa ou casacos e blusas atrelados à camionagem.

Ora minhas amigas, não é que eu vos ande a tirar as medidas da carroçaria que nem uma louca, mas tenho olhinhos de lince e deixem que vos diga, essa tara não tem fundamento algum. Aliás, 90% das mulheres que se queixam de ter o rabo demasiado grande, estão dentro da normalidade e têm apenas e somente um rabo que qualquer homem há-de considerar... "jeitosinho"! Portanto, está na hora de se deixarem de tretas (para não usar outro termo), desistir de melgar os ouvidos da família e amigos, e mostrar aquilo que os vossos paizinhos vos deram com o mesmo orgulho com que a JLo se bamboleia com qualquer trapinho.

Já não há pachorra, miúdas!

Eu por exemplo, queixo-me que podia ter mais rabo mas a verdade é que não se pode ter tudo e se a frontal já é bem fornecida mais vale assim do que parecer uma boneca "made in USA". Já tive as minhas vergonhas é certo mas uma vez que não posso atar uma camisola e espremê-las, mais vale exibi-las.

Assim sendo, apesar de ninguém me pedir opinião, tenho dito. Considerem isto uma espécie de hino aos rabiosques. 

 

E sim, minha querida amiga, pensei em si ao escrever este post.  

 

 

 

Sinto-me:
acompanhamento musical: Don´t worry be happy - Bobby McFerrin
redigido por Marafadinha às 09:59
link do post | opinar | opiniões dos marafados (14) | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Haja alegria

É uma festa pegada ter conversas destas logo pela manhã:

  

 *

- Minha menina, ontem fiquei a dever ali 5 "Oiros", mas hoje já trouxe 20 "Oiros" para pagar a "diveda".

- Isto é um problema Sr. José. O dinheiro vale OIRO. 

- É sim "senhoira". (pausa)

  Já agora, a menina acha que me podem medir a "atenção" ?

 

 

*

- Olhe, eles punham-me aqui a "gaize" na perna e era umas dores (...) o "peinso" ficou aqui mas eu "num maguentava" .

 

alegria todo o dia

 

 

redigido por Marafadinha às 09:39
link do post | opinar | opiniões dos marafados (5) | favorito
|
Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

Ai sim? Então toma lá!

Já que nunca se sabe quem passa por aqui, mais vale aproveitar este espaço e enviar uns recadinhos. Quem sabe, poderão vir a chegar junto do destinatário.

 

Assim, à besta ambulante que esta madrugada decidiu apitar a sua viatura como se estivesse à beira de uma necrose do miocárdio (antes fosse, pois foi a pensar no seu socorro que tirei o rabiosque da caminha), em plena avenida no centro da cidade, venho informar-lhe que poderá vir a sofrer de diarreia crónica nas próximas semanas.

Tal situação, deve-se ao facto de me ter provocado uma insónia que durou até à hora em que o despertador, ignorando a minha agonia, me obrigou a sair do leito e seguir para o trabalho sem ter conseguido fechar a pestana em condições.Pode crer que enquanto dei voltas e voltas na cama, lhe chamei todos os nomes possíveis e imaginários e, qual bruxa de bosque assombrado, lhe roguei as pragas mais alucinantes que existem à face da comédia.

Mas não pense que lhe desejo mal. Não, senhora. O que eu peço é que junto com a diarreia, saiam os neurónios que estão aí a chocalhar e que estarão na origem de tamanha estupidez.

 

                   Lá dizia Oscar Wilde, "não há nenhum pecado, excepto a estupidez"

 

From MaRaFaDiNhA,

with Love

 

PS- Quando estiver agarrado à sanita, lembre-se de mim. É que eu sei bem o que é isso...

 

 

acompanhamento musical: Losing my Religion . R.E.M.
redigido por Marafadinha às 09:08
link do post | opinar | opiniões dos marafados (9) | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010

A Inocência

Diariamente, a caminho do ginásio, passo por uma estrada onde vejo quase sempre uma aglomeração de mulheres (vá lá... são duas ou três), relativamente próximas de uma paragem de autocarros. Ontem, passei lá com o Ken e tive este brilhante comentário:

 

MaRaFaDiNhA: Estas senhoras estão sempre aqui. Devem estar aqui à espera de alguém. Ou dos filhos...

Ken: Sim é isso mesmo. Estão à espera dos filhotes para lher dar o lanche.  Não percebes que são prostitutas?

MaRaFaDiNhA: Jura? Mas estão tão...tão... vestidas?!

Ken: Com o frio que está, experimenta tu a ir para ali de mini saia e top.

MaRaFaDiNhHa:  

 

Em minha defesa, moro aqui há pouco tempo e não sabia que aquela estrada tinha este historial de mercado.

Também não conhecia esta minha faceta de inocente mas... para mim têm ar de mães à espera dos filhos e não se fala mais nisso.

 

Sinto-me:
acompanhamento musical: Candy Shop
redigido por Marafadinha às 10:19
link do post | opinar | opiniões dos marafados (12) | favorito
|
Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010

Roxxxy, who???

Eu não tenho palavras para isto!! Ou tenho? Bah! Não consigo ficar calada mesmo. Aqui vai. 

Então inventam uma boneca robot, que se quer uma deusa do sexo, para falar de futebol e de carros??! E eu a pensar que eles preferiam estas bonecas exactamente por não abrirem a boca (para além da abertura normal, claro), e agora até vêm dizer que gostam de falar depois do sexo?! (em que ficamos afinal?).

Ora bolas, muitas de nós também falamos de futebol e de carros e também podemos fazer uma actualização na net para saber ainda mais do que falar... caso não se domine o tópico. Não chega?

Quanto à história de aumentar e diminuir as mamocas. Meus caros, não precisamos ser robots para isso acontecer. Independentemente das idas a uma qualquer clínica estética para as mais destemidas, sinto que as minhas também têm "queda" para a oscilação própria.

E que dizer das palavras do criador da dita cuja: "Não pode aspirar, não sabe cozinhar mas pode fazer quase tudo". Amigo, também eu! Detesto ser dona de casa, não tenho dotes culinários mas também me desenrasco no resto. Ah, e também tenho várias personalidades, depende do estado do humor ou daqueles dias do mês.

By the way, que raio de nome é este. Roxxxy?! Mas isto não vos faz lembrar o Rocky ou qualquer coisa tipicamente masculina? Um nome como Godess, Deepgirl, Relaxy... não seria mais... fofinho?

Bem, para terminar explicam que esta criação foi uma homenagem a um amigo falecido. Comovente sim senhora, mas... quem era este amigo senhores?  

Seja como for, cada um tem o direito de escolher com quem se deita. Força nisso!

          dailymail.com

 

  Agora o que gostava era de ver a versão masculina deste robot. Já estou a imaginar: alto, moreno, musculado, partes íntimas à escolha da freguesa, a dizer que somos lindas e maravilhosas, ainda que vestidas num saco de batatas.... ai.

Sinto-me:
acompanhamento musical: Let´s talk about sex - Salt n´Pepa
redigido por Marafadinha às 09:52
link do post | opinar | opiniões dos marafados (10) | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

Crazy Ideas

Começo a ficar marafada com estes juízos de valor que rondam a minha pessoa. Não obstante o preconceito (que existe) para com aqueles que não colocaram os pezinhos na Igreja, ainda tenho que somar o da idade. Ora este último na realidade  não existe pois o meu Ken até é um ano (bué) mais velho que eu. Não aparento ser mais velha (penso eu de que), mas o meu Kenzito é que tem trinta e o look (gostosão, diga-se) de um jovem de vinte e poucos. O que dá isto? Dá que ninguém julga que é meu companheiro, quanto menos meu patrão.

   Assim sendo, a partir de hoje em diante vou fomentar certas ideias e está decidido. É isso mesmo, eu é que sou a patroa, eu é que sou a mulher do guito e ele é o meu... enteado! Leram bem, en-te-a-do...

Ah viram-nos às beijocas e aos apalpões?? Shiiiu! Vivemos uma relação incestuosa e vai daí damos umas voltas de vez em quando. 

Sinto-me: atrevida
acompanhamento musical: Man, I feel Like a human
redigido por Marafadinha às 09:50
link do post | opinar | opiniões dos marafados (17) | favorito
|
Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010

Ano Novo...

Ano Novo  = Vida Nova =

 

= Música Nova do Pingo Doce

 Surpreendidos??

 

Nahhhh! Cá está uma das novidades de 2010! E tudo começa com uma.. pizza.

Desconfio que os responsáveis publicitários por estas campanhas devem ter algum desejo reprimido que os leva a criar musicolas a torto e a direito. Se a coisa pega, no próximo Ídolos ainda vamos assistir a gente a cantarolar uma rapsódia a la Pingo Doce para impressionar o Júri.

Bring it on, que quem já sobriviveu a estas aguenta mais dez versões. Mas caso lhes faltem ideias para o próximo anúncio, eu deixo a minha sugestão, é só alterar o manãmanã para venha ao Pingo Doce:

 

 

Não seria mais divertido?

acompanhamento musical: Muppets
redigido por Marafadinha às 11:01
link do post | opinar | opiniões dos marafados (7) | favorito
|
Quarta-feira, 30 de Dezembro de 2009

Oh mãe

Para encerrar o ano em grande, pensei em escrever umas palavras à minha mãe. Há quem faça reclamações junto do Pai Natal, do Primeiro Ministro, no Centro de Saúde, pois eu decidi reclamar com a minha mãe uma série de coisas que me estão aqui entaladas.

Gostava eu de saber qual o motivo que a levou a nunca me contar que a despensa lá de casa não se enchia por artes mágicas; que a roupa suja não deslizava para dentro da máquina de lavar; que a secadora não passava logo a roupa a ferro; que os homens não vão na cantiga de comer qualquer coisinha rápida só porque não apetece fazer jantar (esquisitinhos); que o pó tem vontade própria (tal e qual um conto do Stephen King)...

Não há direito!

Uma pessoa junta os trapinhos a pensar que o amor e a cabana fazem milagres e depois... voilá... há uma série de parêntises. Acabam os dias de ócio, do dolce fare niente, próprio de quem vive em casa dos pais e tem a sorte de ter uma mãezona que trata de tudo. Não é que não fizesse nada e fosse um corpo de palha (como diz o meu pai), mas os pormenores acima detalhados conseguiam passar completamente ao lado (os maganos).

Sei lá... é duro  sair tarde do trabalho, estar naquela (complexa) altura do mês, ansiosa por chegar a casa e estender o corpinho no belo do sofá e, afinal, ainda ter que passar pelo supermercado, lavandaria and so on e acabar a carregar tudo sozinha feita mula. Eu sei, eu sei --- e ainda não vieram os filhos! 

 

 

Oh mãe, podias ter sido só um bocadinho mais dura, mas um Ambrósio como presente de Natal também ajudava. 

 

 

Sinto-me: Welcome to the real world.
acompanhamento musical: Crazy -Gnarls Barkley
redigido por Marafadinha às 08:57
link do post | opinar | opiniões dos marafados (23) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Dezembro de 2009

Mensagem de Natal

Ahhhhh, o Natal... Essa bela época de amor, luz, correria e bancarrota.

Cada ano que passa a iluminação e as decorações antecipam-se um dia, o que significa que daqui a uns anitos começamos a espalhar bolinhas, laços, renas e luzes por volta do fim de Agosto. Seguindo esta tendência, estão os já tão populares sms de natal. Pois é, ainda estamos a 23 e ontem, por esta hora, eu já tinha recebido cerca de dez mensagens a desejar Feliz Natal e blá blá blá. Ou seja, seguindo o raciocínio anterior, daqui a uns anitos juntamos os votos de Natal com os da Páscoa.

Independemente de tudo isto, que até compreendo que haja gente muito organizadinha e que se antecipa a tudo, o que me faz um bocadinho de urticária é que oito das dez sms que recebi, sejam exactamente uma cópia integral das anteriores. Mau!! Mas há alguém a vender sms no Continente ou os CTT é que andam a colocá-las na caixa do correio?!

Meus amigos, se alguém vos envia uma mensagem muito rebuscada e natalícia (anda tudo muito erudito é um facto), lembre-se que a probabilidade de essas pessoas a terem enviado também a outros é de 100%. Logo, os amigos que tiverem em comum estão....desgraçados. 

Chego assim à óbvia conclusão que desgraçadinhos estão ainda mais os meus amigos, que não recebem mais do que um básico "Feliz Natal e muitas prendinhas". Temos pena, mas não me lembro da conversa da paz, saúde e amor. Só vejo embrulhos à frente dos olhos e mais nada.

 

Um Feliz Natal e muitas prendinhas!!!

 

 

Sinto-me:
acompanhamento musical: Jingle Bells
redigido por Marafadinha às 11:24
link do post | opinar | opiniões dos marafados (13) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2009

Sim eu sei....

  

Sei que está na altura de ir ao oftalmologista quando...

    MaRaFaDiNhA: xiiiii, está tanto frio que aquele monte ali à frente está com gelo no topo!

    Ken: Aquilo não é um monte mor, é o toldo da lavagem automática.

    MaRaFaDiNhA:

                               (ao longe parecia mesmo o topo de um monte/ de uma serra/ do raio que parta)

 

 

Sei que estou prestes a detestar o Natal quando...

    ...ouço pela milésima vez a versão natalícia da música do Pingo Doce (não chegava a cantarolice anterior? E ainda há quem reclame da Popota...)

 

 

Sei que este retoque no cabelo não foi lá grande ideia quando....

    .... ao acordar me olho ao espelho e desconfio que a minha genética capilar está   relacionada com a do TinTin. 

 

 

Sei que já fui mais inteligente quando...

MaRaFaDiNhA: Mas esse Nabeiro dos cafés é alguma coisa ao advogado?!

Ken: O advogado é o NABAIS!

MaRaFaDiNhA: Ah pois é! hihihihi! (ups!)

 

 

Sei que estou a ficar esquisita quando...

   ... prefiro que me ofereçam um par de meias a (mais uma) caixa de Ferrero Rocher.

 

Sinto-me: crominha até mais não
acompanhamento musical: sim eu sei, que tudo são recordações, tralala-lalalal...lala
redigido por Marafadinha às 08:21
link do post | opinar | opiniões dos marafados (27) | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

Carta à "Madame"

Excertos de carta que recebi hoje no local de trabalho:

(atenção, pessoas mais sensíveis, nomeadamente prof. de Português, é favor mudar de blogue)

 

"Madame,

 

  Aqui mando as fotocopias que me forão embiadas pelo (...) a onde me pedem a prova du tiquete bancário (...)

  Se for possível de meter o nome de um medico que a curava. Pur se não vão outra vez faser complicação eu ja sei como sao etes sinhores (...)

 (...)  eu vos pagarei puque teinho que ir ai (...)  

 Adeus ate a volta do correio, não é presiso (...)"

 

Difícil, difícil foi captar o raciocínio da coisa e entender a mensagem na perfeição.

 

E agora, será que na carta de resposta devo começar com:

 

     Querida ......,  Querido ........, então que tal?

     Nós cá vamos do jeito que Deus quer

     Entre cartas que não dão trabalho algum, lá vem uma que nos dá mais que fazer...."

 

Sinto-me:
acompanhamento musical: Postal dos Correios
redigido por Marafadinha às 13:35
link do post | opinar | opiniões dos marafados (9) | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

Not again!

"Voltei, voltei. Voltei de lá. Ainda ontem estava em ....... e agora já estou cá"

 

Ah pois é! Ainda não desisti deste blogue. É  verdade.

Estou de volta de umas férias relâmpago. E que férias! Vacances dignas de uma narração por parte do Artur Albarran, à mistura com o senhor que dá voz aos programas do National Geographic:  viagem, drama, sexo, vídeo, alegria, horror, macacadas, gargalhadas, mais drama quando eles queriam mais sexo...  cenas da vida real.

(E não poderia ser de outra forma ou não estaríamos a falar da minha vida). 

 

De facto, desta vez  foram mesmo férias (ainda que atribuladas), mas a verdade é que nestes últimos anos passo metade do tempo com a mala às costas. Ainda ponderei virar camionista, tal é a quilometragem que já tenho em cima, mas mais valia ser sócia da Brisa ou de uma qualquer estação de serviço (encontro-me disponível a propostas).

Mas como nem tudo é festarola, eis que o drama (dos outros, ainda por cima) insiste em estragar a paz e o descanso do casalinho de pombos. Assim, lá regresso eu ao trabalho com umas trombas de meter medo (o que acontece com alguma frequência, admito), pois ultimamente há sempre alguém que me corta o repouso de beleza.

Pois bem meus amigos, vou já avisando que nas próximas férias vou partir por aquela estrada (por onde um dia cheguei a sorrir), sem olhar para atrás. Portanto, quem  tiver que adoecer ou sofrer de alguma drama pessoal que o faça !!! É que eu já não aguento a voz do Albarran com tanta narração dramática, quero mais wild life, please.

 

Sinto-me:
redigido por Marafadinha às 10:35
link do post | opinar | opiniões dos marafados (6) | favorito
|
Domingo, 11 de Outubro de 2009

Santinho!

É impressão minha ou fica meio mundo a olhar desconfiado quando vê alguém sacar do lencinho de papel para se assoar? E se temos o azar de espirrar? Livra!!

Sofro de sinusite (está visto a quantidade de vezes que as situações acima mencionadas me atormentam)... e temo pela minha vida. É que um dia destes ainda sou denunciada às autoridades sob a suspeita de estar a ocultar a famosa gripe.

Para dar fundamento a este meu receio não vamos mais longe. Aquando do meu regresso ao trabalho, após dois dias de ausência em que toda a minha gente ouviu dizer que eu estava doente, a primeira pergunta que me fizeram qual foi?? Hummm?

Não, se eu estava melhor foi a segunda. A primeira foi "mas esteve com a gripe A?!"  

 

Sinto-me: contagiosa
acompanhamento musical: Panic at the disco
redigido por Marafadinha às 00:10
link do post | opinar | opiniões dos marafados (5) | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Julho de 2009

Man, I feel like a woman!

Ao trocar um dedo de conversa com a Vizinha sobre as minhas frustrações culinárias, dei comigo a pensar seriamente nesta coisa de nós mulheres termos que ser pau para toda a obra.

Ah pois é!

Vejamos alguns exemplos.

  • Uma mulher hoje em dia deve ter uma carreira profissional, caso contrário é o fim do mundo.               

                "- Então o que faz?              

                 - Sou dona de casa / Estou desempregada / Vivo dos rendimentos do marido

                 - Ai que horror! Não quer trabalhar / É fútil até mais não!"

       

              E assim lá se vai o exemplo de mulher pelo cano abaixo.

 

  • Uma mulher que se preze, além de uma carreira profissional, deve ter dotes de chef.

             " - Fiz um foi gras de pato divinal!

              - Ah sim! Eu fiz uns hamburgueres com ovo a cavalo pois cheguei a casa às dez da noite e só me apetecia estar sozinha para beber  um iogurte e arrumar com o assunto.

               - Ah mas quando estou cansada o Paulo cozinha!

               - Parabéns! O meu paga o restaurante, serve?"

 

             Nada feito. Agora passas a ser olhada com um certo ar de gozo pois não percebes nada de cozido à portuguesa, quanto mais de foi gras. E não serve de nada dizer que para isso existem aqueles belos restaurantes com estrelas Michelin porque aí começas a ser apelidada de fina.

 

  • Não basta a profissão e os dotes culinários, há que manter a casa sempre impecável e a cheirar a bosques da Noruega.

                 Não vão os sogros aparecer de surpresa e ficas com a fama de porquinha. Mesmo que não te sobre tempo para mais nada, a culpa nunca será do homem. Tu é que tens esse dever.

Empregada de limpeza? Isso depois é muito chique aos olhos de certas pessoas e acabas por ter a fama de quem não quer é ter trabalho.

  • Uma mulher tem obrigatoriamente de ter instinto maternal.

          Alguma de nós que tente explicar a outra alma que não pretende ter filhos, ou que não gosta de criancinhas?!

         É egoísta e prima da Cruella De Vil!

         A mulher é para dar à Luz (as vezes que apagamos as luzes que os meninos deixam acessas não conta).

 

  • Uma mulher decente não pode ser solteira por opção.

          Não senhora. Nada de opções. Ou é por ninguém a querer ou então deve ter um feitio terrível e ninguém a aguenta. É uma encalhada e não há mais conversa.

          E se nesse entretanto tiver vários encontros amorosos, passa a ser uma oferecida (para não utilizar o termo vadia).

         Ah, mas se fosse um homem era um machão! Aí garanhão!

 

 

E assim chegamos ao fim daquelas que me parecem as questões mais pertinentes de toda uma lista possível.

O que fica? Fica-nos esse desespero por ser tudo isto e mais alguma coisa. Mulher, profissional, amante, desenrascada, divertida, desportista, humilde, elegante, eficiente, mãe, nora, filha, irmã, tia, sexy, humana, acrobata (não é preciso um desenho?!), solidária...

E se abdicarmos de algum destes "deveres", haverá sempre uma outra mulher disposta a nos relembrar que não os possuimos. Aquele companheirismo feminino do costume!  

 

 

Sinto-me: mulher
acompanhamento musical: feel like a woman - Shania Twain
redigido por Marafadinha às 14:24
link do post | opinar | opiniões dos marafados (2) | favorito
|
Terça-feira, 26 de Maio de 2009

O chato no seu melhor

 

 

 

 

Nota:

 

Se todos soubessemos aceitar as piadas religiosas com serenidade, metade dos problemas do mundo estavam resolvidos.

Sinto-me: Humor Católico
acompanhamento musical: Avé Maria
redigido por Marafadinha às 12:00
link do post | opinar | opiniões dos marafados (2) | favorito
|
Terça-feira, 10 de Março de 2009

O dia da "gaija"

Já venho um pouco fora de horas mas não posso deixar passar a importância deste dia.

Ora vamos lá ver se me faço entender sem ferir o próximo.

Antes de mais não sou feminista (apesar de muito girly ou não fosse eu uma boneca), mas não me parece que este dia esteja a ser comemorado da melhor forma. Historicamente, tem um fundamento muito válido mas nos dias de hoje não passa mesmo do dia da "gaija" , como é dito pelo Zé Povinho enquanto arregala os olhos e passa a manápula pelo bigode.

Ora eu digo que o dia da "gaija", da mãe, do pai, dos avós, da criança, do piriquito, da formiga e do arbusto é todos os dias.  Logo, não é preciso esperar pelo 8 de Março para fazer uma jantarada com as melhores amigas do momento (esquecendo que falamos mal umas das outras nos restantes dias do ano); de perder a compostura e mandar boquinhas ao empregado de mesa como se fosse o Brad Pitt; e fazer as delícias dos Zézinhos deste país que saem à rua só para aproveitar a paisagem.

Desesperadas já andamos nós qb nos restantes dias do ano.

 

Go girls!

 

Sinto-me:
redigido por Marafadinha às 10:35
link do post | opinar | opiniões dos marafados (2) | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2009

"Embatatada"

 

Ou eu ando muito atrasada nas inovações médicas da nossa sociedade ou então ando mesmo a dormir...

Então não é que ao comprar um pacotinho de batatas fritas, coisa que não fazia há séculos, sento-me a saboreá-lo e eis que ao analisar a embalagem do pecado me deparo com uma novidade bombástica (pelo menos para mim): Os pacotes de batatas fritas vêm com a roda dos alimentos incluída!!! E para não ficarmos por aqui, vem lá o desenhito do belo do pacote de batata frita no topo da dita cuja (snacks, como lhe chamam).

Mas os senhores da batata vão mais longe. Para aqueles que eventualmente pensem que isto é sinónimo de comer batatinha até mais não, seguem-se algumas recomendações sobre um estilo de vida saudável.Bem, se eu já não fechava a boca (e não era para entrar comidinha) ainda lhe juntei um ligeiro levantar do sobrolho. Entre as recomendações do exercício físico, etc, vem a de evitar ingerir gorduras e salgados. Pergunto eu? A porra das batatas das não se baseiam nisso memo, e daí o serem tão maliciosamente saborosas?????!!!! Hello??!!

 

Não sei se foi remorsos ou o peso da consciência mas aquilo em mim não teve o efeito publicitário desejado. Passado meia dúzia de rodelinhas douradas, pacote no lixo!

Analisando a questão a fundo também não é motivo para tanto espanto, afinal  já no supermercado eu tinha feito figura de totó a olhar para a variedade deste alimento e constatar que existe batata frita com múltiplos sabores: tomate e ervas, cebola caramelizada, frango no forno com especiarias.... Olha uma sugestão para os senhores: Sardinha Assada com ligeiro toque a Gaspacho! Hummmm

Sinto-me:
redigido por Marafadinha às 08:11
link do post | opinar | opiniões dos marafados (1) | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2009

Oh my love!

Ora vamos lá dissertar um bocadinho sobre o maravilhoso tema do AMOR.

 

Não há como escapar ao dia mais meloso do ano, o dia de S. Valentim (nickname Dia dos Namorados). E quem pensa que pode fintar o dito dia, mais vale desistir pois já vai para coisa de duas semanas que se vê corações (e afins) pendurados, colados, emoldurados em tudo o que é montra deste país.

A meu ver, este dia tem muito que se lhe diga. 

Em primeiro lugar é um dia extremamente entediante para quem ainda não encontrou a (suposta) cara metade. Não acreditam? Imaginem lá que, tal como todos os fins de semana, querem ir apenas jantar fora. Missão quase impossível. Pois a não ser na tasca do Tio Armindo (e mesmo assim vai lá vai), arriscam-se a não encontrar um lugar vago e, mesmo que encontrem, de certo vão acabar por se sentir bastante incomodados com tanto love no ar (sim, há pessoal que guarda todo o amor que vai dentro de si só para esta altura do ano). Já para não falar dos olhares de coitadinho/coitadinha que provavelmente serão lançados se estiver só; olhares de... este pessoal deve estar a brincar se for um grupo; ou olhares de crianças aqui??!! caso se trate de uma família. Posto isto, mais vale ligar e mandar vir uma pizza, o que também pode ser muito romântico.

Depois vem a polémica questão das prendinhas que TEMOS de oferecer. Ora quando me ando a pavonear na rua e olho para as sugestões de ofertas que estão atrás daqueles vidrinhos simpáticos (sempre dá para ver se estou compostinha) fico a pensar que o Dia dos Namorados deve ser apenas comemorado por adolescentes. Não sei quanto a vocês ladies, mas não me parece que na casa dos 20 (a puxar para os 30), um ursinho/ almofada/ chinelo/ avental/ poster carregado de frases feitas de encomenda me derreta o coração. 

Lembram-se da Material Girl de Madonna? Pois, é assim mais ou menos isso. Não precisa ser uma jóia ou um carro topo de gama, mas há coisinhas mais simpáticas e originais. E por falar disso, adorei o slogan dos CTT: "Já não temos pombos correio mas temos tudo para os pombinhos". Olha, eu cá não me importava que me aparecesse um pombo correio no parapeito da janela com uma mensagem de amor. (Homens deste país, aproveitem a dica que a noite vai correr bem).

Em relação ao que nós devemos oferecer aos homens. Epá eu não me parece que no final da noite, com tanto amor para dar e receber, esteja interessada em ver um Action Man, com uns boxers aos corações e um ursinho carinhoso na parte frontal dos mesmos (ah, fio dental também não me parece)... Para isso mais valia ter-me ficado por um Ken todo lambidinho e vestido à jogador de golfe.

E pronto, o amor é complexo já se sabe não precisavamos era de ter criado um dia tão piroso pois o real love já é lamechas que chegue (ao menos enquanto dura).

 

Viva os apertões e as beijocas! 

 

Sinto-me:
redigido por Marafadinha às 08:26
link do post | opinar | opiniões dos marafados (2) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Marafadices recentes

. O verdadeiro efeito "Axe"

. Eu juro que só queria fal...

. Su su su Surprise!!

. Hino aos rabos

. Haja alegria

. Ai sim? Então toma lá!

. A Inocência

. Roxxxy, who???

. Crazy Ideas

. Ano Novo...

.Caixinha das MaRaFaDiCeS

. Janeiro 2013

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

.tags

. todas as tags

.Visitas Marafadas

Real Estate
Contador gratuito

.Marafados Online

blogs SAPO

.subscrever feeds