Quarta-feira, 5 de Agosto de 2009

Stupid things about people II

Sinto que estou a padecer do chamado stress pré-férias (se não existe... há uma primeira vez para tudo).

 

Este stress tem como principais sintomas uma preguiça tremenda e uma falta de paciência que só seria atenuada com 20 mil peças de louça ao dispor das minhas mãozinhas.

Não obstante o relax generalizado à nossa volta, uma pessoa até aguentava os dias de trabalho não tivesse que levar com a nossa emigrantada de regresso às raízes (e às tristezas) deste belo país à beira mal plantado. Assim, uma pausa para almoço ou uma visitinha a qualquer supermercado tornam-se um verdadeiro frenesim de estupidez circundante.

Fala-se francês como os espanhóis falam Inglês; mistura-se as duas línguas numa salsanhada tal que nem os próprios raciocinam sobre o que acabaram de expelir ("Venez ici, venez ici, moço dum raio, não ouves?!); os avós aprendem língua gestual, pois os netos "tão pequeninos já falam francês";  há quem contribua para o comprimento das filas de pagamento pois ainda  tem que contar os euros em francos (sim, assisti pessoalmente a esta e ainda fiquei a questionar que moeda se usaria em França); entupe-se o trânsito com os super carros de matrícula amarelinha, vidros abertos para partilhar as sonoridades com os vizinhos e meio corpo de fora para poder apreciar melhor se alguém olha para a Parada ou não.

Tudo isto e muito mais, para fazer uma bela duma grande (triste) figura na terriola que os viu descalços. 

Somos o que somos, nem mais nem menos.

A falar Mandarim ou com sotaque Nortenho, vestidos made in Italy ou made in Buraca, calçando xanato ou Paulo Brandão, acabamos por agir na nossa verdadeira essência. E é caso para dizer, percorremos todo o mundo mas a educação ficou em casa dentro da gaveta.

 

TOMA!                           

 

 

Sinto-me:
acompanhamento musical: Tony Carreira - A vida que eu escolhi
redigido por Marafadinha às 08:06
link do post | opinar | favorito
|
11 marafadices:
De S a 5 de Agosto de 2009 às 12:48
um aparte, não te esqueças que a Suiça não aderiu ao Euro e muito dos emigrantes portugueses estão lá...
Também me mete impressão os estrangeiros que vem para cá armar-se em importante só porque vivem lá... e depois saberem falar português e falar em vez disso o francês...
De Marafadinha a 5 de Agosto de 2009 às 15:35
Pois o pior é falarem francês entre eles, sendo portugueses!
Respeito os emigrantes e sei que têm vidas duras mas isso não é motivo para vergonha, logo não há motivo para tanta fantochada.

A moeda na Suiça também é francos?! Não me lembro... mas se for sempre pode ser uma explicação para a cena que assisti.

**
De S a 5 de Agosto de 2009 às 17:28
Fui por curiosidade investigar se era o Franco na Suiça e é mesmo...

Sabes a minha mãe contou-me uma cena que lhe ficou marcada quando viviamos na Suiça, havia lá um bar que era mesmo português e para portugueses e ela ficou parva quando entrou, pois todos os portugueses estava a falar italiano, quando sabiam português, só para se armarem, é que ainda por cima falavam italiano e mal...
De Marafadinha a 6 de Agosto de 2009 às 10:17
Pronto, então a senhora devia estar na SUiça (de outra forma a explicação é ser mesmo tolinha).

Cena interessante. Assim se vê a mentalidade das pessoas. Renegam as origens nãos ei porquê. EU cada vez tenho mais orgulho em ser portuguesa. Ao que se vê por aí, não estamos mal de todo.

;)
De S a 6 de Agosto de 2009 às 17:04
Eu também tenho muito orgulho em ser portuguesa... existe bem pior...
De stupidisthenewsmart a 5 de Agosto de 2009 às 21:09
Aaaahhhh o belo do mês de agosto e os emigrantes e toda a pimbalhada e o transito . Grandes carrões a andar a 30km/h no meio de duas faixas, como se tivessem todo o tempo do mundo e não houvesse limites.. ódio, muito ódio...

***
De Marafadinha a 6 de Agosto de 2009 às 10:18

Estou a ver que tiveste uns encontros imediatos com alguns deles.
:)
De Sandy a 7 de Agosto de 2009 às 14:21
Xii como te percebo! E depois ha alguns que acham que podem mandar em tudo, que tem de ser tudo como eles querem =S
Eu tenho na familia muitos emigrantes, mas nem têm vindo cá. Já há muito anos, a ultima vez que estive com eles ainda era pequenina.
Nao sei se agiriam da mesma forma, mas eu acho que me passava se o fizessem! Querem mostrar que agora como foram para fora são ricos, que subiram na vida. E muitas vezes é so fogo de vista... Enfim

Beijinhos*
De Marafadinha a 11 de Agosto de 2009 às 07:53
uma pessoa até fica envergonhada pelos outros...
Tens muita razão; muito fogo de vista.
*
De costela de adão a 11 de Agosto de 2009 às 09:46
Tão verdade, regressei aos posts com o mesmo assunto. São um bocado ridículos! E tenho familiares assim, felizmente não todos!
De Marafadinha a 12 de Agosto de 2009 às 14:30
AMiga, é do

lol

Opiniar

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Marafadices recentes

. the comeback 2

. Companheirismo feminino

. Mais uma ausência, mais u...

. O verdadeiro efeito "Axe"

. "conversa da treta"

. Mariquices

. Eu juro que só queria fal...

. Mais do mesmo

. Ai as neuras dela

. Ora bolas, Sr. Canário

.Caixinha das MaRaFaDiCeS

. Janeiro 2013

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

.tags

. todas as tags

.Visitas Marafadas

Real Estate
Contador gratuito

.Marafados Online

blogs SAPO

.subscrever feeds